3 Passos para Transformar a sua Alimentação Agora!

PEQUENOS PASSOS, GRANDES RESULTADOS.

Ao refletir sobre como manter um estilo de vida mais saudável do que você vive hoje, é possível que exista a crença de que isso é algo muito difícil de ser alcançado, que demandaria um esforço descomunal da sua parte, ou que seria muito chato deixar de comer o que você gosta par perder alguns kilos.

Isso acontece pois muitas pessoas acreditam que precisam fazer mudanças a jato, dando uma volta de 360º em poucos dias, e deixam de comer um belo prato de comida com gordura e carboidrato suficiente e começam a tomar apenas sucos detox por vários dias sem pensar nas consequências. E derepente, passam de sedentárias a atletas, começam a se exercitar intensivamente 5x na semana, e desejam ter o corpo da atriz da novela em 1 mês, pois o verão está chegando e você viu sua amiga no #projetobikini para se motivar…

Eu já vivi este desejo de ser algo que eu não era, e sei o quanto pode ser frustrante por vários motivos, mas o que vou focar aqui é o que eu acredito que traz mais resultados duradouros e reais transformações de hábitos. Você pode se motivar da forma que achar melhor, mas tenha consciência do quanto seu corpo e mente estão aptos a estes fatores.

Mas quem é que consegue fazer uma mudança em tão pouco tempo e não sentir que está passando por uma provação, ou sofre por estar privando seu organismo de tantas substâncias que estava acostumado a obter?

A consciência neste caso é de que qualquer um pode fazer mudanças bruscas e até obter ótimos resultados, porém quando desejamos manter esta mudança como parte do novo estilo de vida, elas precisam ser inseridas em um certo período de adaptação, com ajustes e respeitando os limites da pessoa.

MUDAR DE DIREÇÃO SIM, COM UM PASSO DE CADA VEZ

Tentar mudar o comportamento com a comida na velocidade da luz, é o maior fator de autossabotagem que pode ser estimulado. O organismo humano precisa de um tempo para se adaptar a cada pequena mudança. Ao desejar tranformações a jato, você está indo contra a natureza.

Imagine alguém que sempre comeu doces, todos os dias, por exemplo, como essa pessoa vai parar de repente, de um dia para o outro, retirando completamente o açúcar da vida dela?

Talvez ela consiga por alguns dias, mas quando estiver na frente de uma sobremesa novamente, ela pode perder o controle, como se o açúcar fosse o alvo de um vício, pois é assim que qualquer substância refinada (açúcar e farinhas) atuam no sistema nervoso central. A pessoa se comporta como se estivesse passando por abstinência ao ficar sem aquele alimento e ao encontrá-lo, algumas reações quimicas e neurológicas disparam uma sensação de que aquele alimento é fonte de prazer imediato, e então fica quase impossível controlar a compulsão.

Considerando estas questões, sugiro que você dê um passo de cada vez. Um passo de pequeno, mas de acordo com o que você acredita ser possível de fazer neste momento.

HÁBITOS ANTIGOS X HÁBITOS RECENTES

Acordar um dia com a determinação de melhorar a sua saúde e bem-estar é ótimo. Mas tentar fazer tudo diferente de uma só vez pode ser um verdadeiro desastre. Abrir mão de tudo o que você gosta de uma hora para a outra pode gerar desmotivação muito rápido, o que pode trazer a compulsão nos momentos de ansiedade ou stress. Este comportamento abre espaço para a insatisfação e para a autossabotagem.

Ao contrário disso, experimente introduzir alguns novos hábitos no seu dia-a-dia. Este caminho poderá ter impacto mais positivo no seu estilo de vida, gerando por exemplo, mais saúde e disposição progressivamente.

Quanto tempo você precisou para aprender a caminhar? E quanto tempo para aprender a falar? Meses, anos… Pois então, por que nós nos cobramos aprender em alguns dias o que levamos anos para cultivar, e não nos permitimos dar um passo de cada vez, e nem sequer errar?

A crítica excessiva e o perfeccionismo aumentam a carga de stress e a pressão emocional, e isso não ajuda ninguém a chegar onde deseja, pelo contrário, dificulta a caminhada.

Convido você a refletir sobre como você vem se cobrando. Pense a respeito do ritmo que você sente que é conveniente para você mudar de hábitos. Se errar, foi aprendizado, não uma falta. Não leve isso como algo que poderia ter sido melhor, analise como você agiu, perceba o que pode ser melhorado para as próximas vezes e vá em frente.

TRÊS ATITUDES PARA MELHORAR A SUA ALIMENTAÇÃO HOJE MESMO

Quer começar mas não sabe por onde? Experimente incluir essas três atitudes na sua rotina  a partir de hoje e observe o que acontece:

1. Beba mais água pura.

Se você bebe sucos de fruta ou refrigerante com frequência, substitua um copo da bebida por m copo de água pura, de preferência filtrada, e aumente o número de substituições na semana seguinte para dois copos de água para cada copo de bebida doce.

Além de hidratar, ajudar no funcionamento do organismo, no processo de eliminação de impurezas e para as funções cerebrais gerais, principalmente a memória, a água ajuda a regular a saciedade e diminui aquela sensação de fome sem fim.  Ao sentir fome, procure tomar um copo de água devagar e observar se talvez não era sede.

Refrigerantes tem uma grande concentração de açúcar e se tomados junto ou logo após as refeições atrapalham a digestão dos alimentos. Em uma lata de Coca-Cola tem o equivalente a 40g de açúcar, ou seja, mas de 10 colheres de chá de açúcar. Você colocaria isso no seu café?

Tenha sempre uma garrafa grande com água perto de você. Coloque frutas cítricas e folhas de menta ou hortelã para aromatizar. Eu uso rodelas de laranja e lima, e as vezes coloco o sumo de um pedaço pequeno de gengibre ralado, para ativar a circulação e ajudar na digestão.

2. Experimente comer verduras e vegetais crus quando estiver com pressa.

Brócolis, cenoura, couve-flor são crocantes e adocicados se consumidos crus, contém enzimas que favorecem o equilíbrio da flora intestinal, que é conhecida como segundo cérebro, e aumentam a sensação de saciedade. Se tempo for escasso para você, comer estes vegetais crus pode ser uma facilidade a mais, pois estando higienizados você pode guardá-los em potes fechados na geladeira e comer quando sentir fome.

E caso você precise de mais energia, vegetais crus ou frutas amarelas ou vermelhas são ótimas opções, pois são alimentos vivos, ricos em vitamina C e da luz solar, que aumenta a sua energia vital.

Brócolis é um dos vegetais com maior concentração de proteínas e tem poder detoxificante, e cenouras são ótimas para manter a pele e o bronzeado bonito. Experimente comê-los antes do almoço ou da janta se a fome estiver muito grande.

3. Troque o açúcar branco por melado, mel, tâmaras ou figos.

Estas substituições podem trazer muitos benefícios para a sua saúde, pois estes adoçantes naturais não são fontes de calorias vazias como o açúcar branco. Eles contém uma gama de nutrientes e minerais importantes para o funcionamento correto do seu organismo.

O açúcar branco, é um carboidrato simples que gera picos de insulina ao ser consumido, e estes picos sendo muito frequentes, podem estimular a insuficiência da produção de insulina, causando o diabetes. Por isso, se quiser continuar consumindo, pondere com consciência quanto a quantidade de açúcar branco ou mascavo usar.

O sabor pode ser um pouquinho diferente, mas é só uma questão de tempo até você acostumar. Ao utilizar frutas para adoçar, você aumenta a quantidade de fibras e contribui para o funcionamento regular do seu intestino.

Agora que você conheceu estas três atitudes,  sugiro que experimente estas práticas por algumas semanas. Comece com uma ou duas por vez se preferir e depois de sentir que estão completamente inseridas na sua rotina, descubra qual é o seu próximo passo e avance!

Se este texto foi útil para você, assine a minha newsletter e receba minhas dicas e estratégias de alimentação consciente diretamente no seu e-mail! Clique aqui e casdastre-se agora!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *