Não se pode ter tudo na vida… isso é mesmo verdade?

Hoje resolvi compartilhar a minha experiência e opinião a respeito de um pensamento, que acredito ser muito comum em muito de nós. Este pensamento de que “não se pode ter tudo na vida”, ou “não posso ter tudo que quero”.

Você sabia que estes pensamentos são crenças limitantes?

Mas o que é uma crença? E limitante, o que isto quer dizer?

Vou resumir aqui para você não deixar a leitura para depois. Uma crença é basicamente um pensamento que você acredita ser verdadeiro. Algo que você ouviu quando criança, ou o resultado de uma experiência que você viveu em qualquer época da sua vida. Todos nós temos um sistema de crenças, e algumas delas podem ser positivas, mas muitas delas apenas nos mantém na “zona de conforto”.

Se você nunca ouviu falar em crenças ou já sabe o que elas são mas quer entender melhor, recomendo que conheça a terapeuta holística Gabriela Squizato, (clique aqui para ver os vídeos explicativos no seu canal no Youtube). A Gabriela é instrutora certificada de Thetahealing, que é uma técnica de reprogramação mental canalizada pela Viana Stibal.

Com a Gabriela eu aprendi a identificar as minhas crenças limitantes e substituir por crenças empoderadoras ou crenças positivas. Ela tem um dom maravilhoso de encontrar as crenças-raíz, que estão lá no fundo do inconsciente. Eu fiz o tratamento individual com a Gabi e como já tive grandes resultados, me dediquei ao o curso de DNA Básico e Avançado, e me tornei terapeuta Thetahealer e utilizo estas técnicas no meu trabalho também.

Bom, voltando ao assunto “não se pode ter tudo na vida“, eu sinto que esta crença tem uma origem no aspecto cultural, algo que é repetido por muito tempo, de geração para geração, como uma “explicação” para aqueles que desejam ter ou fazer mais coisas na sua vida.

Esta crença é um pensamento limitante pois dá a sensação de que, já que não posso ter tudo que quero, então vou me conformar e ficar onde estou, e não fazer nada para melhorar.

Esta crença não é apenas sobre questões financeiras ou materiais, vamos mais longe. Podemos querer desenvolver outras qualidades pessoais como empatia, coragem, ser alguém inspirador ou, podemos desejar ter mais saúde, um corpo mais bonito (de acordo com os seus padrões, não os da sociedade), ou você pode querer um relacionamento muito melhor do que o que você tem hoje. Quem disse que você não pode querer e ter tudo isso?

De forma inconsciente, fazemos escolhas que nos levam a confirmar estas crenças e por fim, nos sabotamos. Podem ser pequenas escolhas, mas elas vão direcionando o caminho para que uma situação aconteça e você confirme novamente a crença. O papel da crença é este, como afirma a educadora espiritual e libertadora emocional Ariana Schlosser, criadora do Tudo Energia. Ela diz que as crenças se confirmam a cada nova experiência e decisão que você toma. A mente é uma ferramenta e não a sua inimiga, mas é preciso treinar ela para o seu bem maior.

Nossos pensamentos existem em níveis diferentes de consciência, como se fossem programas de computador. Por isso,  sem perceber, agimos de acordo com estes “programas” que as nossas crenças alimentam, mantendo a nossa vida dentro daquilo que acreditamos como verdade em algum destes níveis.

Exemplos de consequências desta crença podem ser pensamentos como:

“Posso ser realizada no trabalho e no meu relacionamento, mesmo que a minha saúde e bem-estar fique em último plano” Ou

“Sou muito feliz nos meus relacionamentos e na minha vida financeira, e não tenho tempo para viajar e aproveitar a vida tanto quanto gostaria, mas tudo bem”

Ou ainda

“Estou em um relacionamento feliz, tenho uma família linda, mas ser atraente e me sentir sexy é pedir demais.”

Você se identificou em algumas destas crenças? Elas são apenas exemplos de situações, mas existem muitas outras variações.

Então, por não termos consciência destas crenças, pois elas estão no nível inconsciente, caímos na autossabotagem,  tendo atitudes que vão contra o que a nossa essência sabe que seria positivo e possível para a nossa vida, porém a programação mental de fazer aquilo que está alinhado com a crença, favorece que a autossabotagem aconteça. Depois de algum tempo, aquela crença volta a se confirmar, pois você sente que não pode ter tudo mesmo.

Ou seja, se você está se alimentando bem por alguns dias, de repente vem a vontade de comer doce, e você come muito mais do que seria necessário para se satisfazer. Ou você tem se dedicado a fazer atividades físicas com regularidade, mas algo acontece e você não pode ir mais. Ou você escreve para uma profissional que pode te ajudar, mas você nunca marca a consulta, ou marca e não aparece, pois algo faz com que você sabote a sua mudança para melhor (isso acontece muito rsrs!).

Este pensamento de que “não se pode ter tudo” está vinculado a sensação de escassez, de falta, de que não há abundância. E a verdade é que o Universo é abundante e como somos filhos dele, nossa essência também é abundante. Porém precisamos relembrar disso, e sair desta vibração negativa que só vai atrair mais escassez . Por isso é tão importante ter consciência do que nos bloqueia e mudar esta perspectiva.

COMO IDENTIFICAR CRENÇAS LIMITANTES E EVITAR A AUTOSSABOTAGEM?

Entenda isso, os seus pensamentos moldam as suas emoções, que geram as suas ações, que por sua vez a sua realidade.

Portanto, a pergunta é, como sair deste ciclo e evitar ou diminuir a autossabotagem?

Como eu aprendi com a Gabriela Squizato, o primeiro passo é identificar as crenças  limitantes e investigar se você realmente acredita nelas, ou se elas não servem mais para a sua vida.

Algumas crenças talvez sejam mais difíceis de encontrar pois estão muito enraizadas, por isso procure uma especialista na área para te ajudar a  identificar e limpar estas crenças limitantes com segurança.

Mas você já pode começar a identificar o que está influenciando as suas ações com alguns passos. Eu vou te ensinar uma prática que me ajuda muito a continuar o meu trabalho interno de limpeza de crenças. Por que sempre vamos descobrindo outras crenças, elas estão em camadas, como se fossem uma cebola.

O exercício que proponho aqui vai te ajudar a identificar algumas crenças limitantes com relação a sua aparência física e auto-aceitação. Estas áreas estão muito conectadas com o seu comportamento alimentar, com a forma como você se vê, sua auto estima e com os hábitos saudáveis que você gostaria de manter mas não consegue por algum motivo.

Você só precisa de uma  folha de papel e uma caneta,  será muito melhor do que digitar em um arquivo do word. Procure um lugar sem distrações, avise quem mora com você que você vai precisar de silêncio por uns 30 minutos no mínimo.

  • Sente-se confortavelmente, respire profundamente por alguns momentos.
  • Conecte-se com o seu coração, com a sua verdade. Feche os olhos e coloque a sua mão no seu peito ou sobre o seu umbigo.
  • Pense em uma situação que não está funcionando como você gostaria, ou alguma situação que você não entende por que continua se sabotando, relacionados a sua aparência física ou hábitos saudáveis que você tenta manter.
  • O que especificamente você gostaria de ter, ser ou fazer?
  • Agora abra os olhos, leia as perguntas e responda o que vier a sua mente escrevendo no seu papel, o máximo que você puder.
  1. O que está me impedindo de conseguir isto que eu quero?
  2. Eu tenho dado a importância necessária a este assunto na minha vida?
  3. Que espaço eu dou para este assunto atualmente?
  4. Quando eu vejo em uma mulher bonita na rua ou na internet, quais são os pensamentos e características sobre ela que logo vem a minha mente?
  5. O que eu penso a respeito de ser uma mulher bonita e atraente?
  6. Estes pensamentos são verdadeiros?
  7. Eu acredito que estes pensamentos são verdadeiros?
  8. Como eu me sinto ao ter estes pensamentos?
  9. Como seria a minha vida se eu não tivesse estes pensamentos?
  10. Como seria a minha vida se eu tivesse isto que eu quero ser, ter ou fazer?

Depois de responder a estas perguntas, leia com calma todas as suas respostas e identifique que pensamentos você deseja manter na sua vida, que pensamentos sobre “ser uma mulher bonita, atraente, saudável” podem estar te sabotando. Circule com uma caneta de cor diferente estes pensamentos.

Depois desta etapa, escreva a resposta desta questão no papel: Como eu poderia tornar estes pensamentos negativos em afirmações positivas? Como seria a versão positiva e impulsionadora destes pensamentos?

Agora que você tem estas afirmações positivas personalizadas, use-as sempre, repetindo mentalmente ou em voz alta para si mesma sempre que puder, durante o seu dia. Esta é uma forma de substituir crenças limitantes por crenças empoderadoras. Existem outras formas mais profundas e mais rápidas, mas eu quis passar esta técnica que você pode começar a praticar agora mesmo!

Agora é com você! Faça o exercício e volte aqui para me contar como foi a sua experiência!

Deixe o seu comentário aqui embaixo dizendo se você se identificou com algo, e se gostou deste exercício! Compartilhe com seus amigos se gostar!

Se você sentir que precisa de ajuda para identificar suas crenças com relação ao corpo e saúde, eu posso te apoiar. Escreva para contato@taisabohrer.com e me conte que situações você tem sentido que a autossabotagem está acontecendo.

A Gabriela Squizato é instrutora de Thetahealing, você pode saber mais sobre os seus próximos eventos e atendimentos na sua página do Facebook, basta clicar aqui e dar um curtir.  Para saber sobre os seus atendimentos e cursos envie um e-mail para gabriellasquizato@gmail.com.

Ela estará em Montreal em Abril, caso tenha interesse em saber mais sobre seus cursos, mande um e-mail com a suas dúvidas para milenamfs@gmail.com.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *