Category Archives: Alimentação Emocional

O DESAFIO DE PEDIR E ACEITAR AJUDA

Estou lendo o livro “Mais forte do que Nunca” (em inglês, Rising Strong) da incrível Brené Brown. Tem sido uma ótima leitura neste período de fins e recomeços que tenho vivido.

Para quem não conhece esta escritora pesquisadora, procure no Youtube e Google e prepare-se para aprender sobre vulnerabilidade, culpa e vergonha de uma forma que você talvez nunca tenha pensado antes. Supeeerrr recomendo! Continue reading O DESAFIO DE PEDIR E ACEITAR AJUDA

Cupcakes Proteicos de Chocolate – Saciedade, equilíbrio e sabor!

Uma das minhas paixões é ir para a cozinha desenvolver novas receitas, usando o que eu tenho na despensa no momento. E neste dia, eu queria criar algo prático e que pudesse ser transportado facilmente para um lanche. Continue reading Cupcakes Proteicos de Chocolate – Saciedade, equilíbrio e sabor!

Desapego gera leveza e liberdade

Nós temos o poder de escolher o que mantemos nas nossas vidas. Se não faz feliz, por que continuamos insistindo?

A prática do desapego é uma das mais poderosas (se não a mais poderosa) para gerar mais leveza e abrir espaço para que novas possibilidades se manifestem na sua vida.

Desapegar de coisas, roupas, objetos pode ser bem complicado para algumas pessoas. Quem não tem aquela roupa que acha linda, mas que não usa mais tanto assim? Ou aqueles objetos que estão esquecidos em algum lugar da sua casa, e que você pensa que talvez um dia vão ter alguma utilidade, mas já passaram 10 anos e você realmente nunca precisou deles? Continue reading Desapego gera leveza e liberdade

Faça mais daquilo que te faz feliz e dê menos ouvidos aos comentários alheios.

Estive pelo Brasil nas últimas duas semanas, e sempre que vou para lá, vou com meu modo “estudante aprendiz” ativado. Claro que estou sempre aprendendo aqui também, porém a mudança na rotina, as interações com pessoas diferentes e a própria localização me colocam  em um modo de observação mais intenso que o normal.

Além do momento incrível que vivi no encontro Ser Mulher, que realizei com a Gabi Squizato em São Paulo, passei alguns dias na presença da minha família, vi minha irmã se casando linda e feliz, e foi muito melhor do que matar a saudade, pois também trouxe muitos aprendizados de lá na “mala”, talvez simples porém cheios de significado para mim.

Um destes é o seguinte:

É saudável e positivo confiar na sua intuição e fazer aquilo que te faz feliz, mesmo quando todos (ou alguns) a sua volta acham isso uma bobagem ou um supérfluo.

Pode ser que você já esteja careca de saber disso, e não pareça nada de novo. Mas me permita aprofundar neste assunto.

Será que estamos realmente fazendo aquilo que nos faz feliz?

Ou estamos usando boa parte da nossa energia e do nosso tempo nos preocupando com o que os outros pensam, com o que achamos que os outros pensam, ou com o que as pessoas a nossa volta gostam de fazer, ou que aquela pessoa que você ama quer você faça, ou você até tenta começar algum projeto que vai te fazer feliz, mas se deixa levar pelos comentários negativos das pessoas a sua volta?

smiling-woman-on-bridge
Para ser mais feliz, se importe menos com o que os outros pensam!

Eu já me percebi dos dois lados desta situação. Sendo aquela que deixou de fazer o que queria por me conectar com a negatividade alheia, como também já fiz comentários desnecessários (sem maldade) sobre algo que estava fazendo outra pessoa feliz. E percebi algumas crenças bem limitantes quando observei este meu comportamento.

Geralmente isso acontece com aqueles mais próximos a nós, e com quem temos mais intimidade, e por isso achamos que podemos meter o bedelho e dar pitacos na vida dos outros. Não, não temos que dar pitacos sem ser requisitados. Se alguém perguntar a sua opinião, ok, aí seu pensamento pode ser compartilhado, porém dizer que alguém está sonhando demais, ou perdendo tempo, ou poderia fazer algo de outra forma (da sua forma), é desnecessário e nem um pouco positivo, nem para você que poderia estar melhorando algo na sua própria vida.

Outra reflexão que quero te convidar a fazer é a seguinte: quantas vezes ao dia você faz algo que te alegra e te faz sentir vivo e grato?

Você talvez se identifique com isso, talvez não.

Eu sou uma pessoa que sempre tive problemas em lidar com conflitos, daquelas que faz tudo para não entrar em uma discussão. E muitas vezes isto me prejudicou pois eu deixava de fazer o que eu queria para manter a harmonia do ambiente.

Claro que precisamos fazer negociações e concessões as vezes, pois somos seres sociais.

Estou falando aqui do quanto deixamos nossas vontades mais profundas de lado pelo simples fato de não querer desagradar outras pessoas.

E esta lição para mim é enorme, pois quanto mais eu faço aquilo que me agrada, aquilo que meu coração me pede, mas eu percebo que inspiro as pessoas a minha volta a fazer o mesmo. Quanto mais eu me dou espaço para ser eu mesma, mais eu permito que os outros se libertem também!

15895584015_fc57acb741_o

Aceitar que a minha vontade é importante  é auto respeito, é amor próprio e não egoísmo como somos ensinados desde crianças. Fazendo algo de coração, focando na amorosidade e no que a minha intuição me diz, eu canalizo a alegria e a positividade, pois faço algo que me traz prazer em viver, e isso reflete nas minhas conversas, ações e vai contagiando as pessoas que eu encontro de alguma forma.

Por isso, eu gostaria de convidar você a refletir hoje sobre os seus desejos, vontade e sonhos.

Se tem algo que nutre a nossa alma de verdade é fazer algo que nos traz prazer!

Não apenas ingerir uma dose de açúcar ou outra substância que dá uma “high” rapidinha e depois passa deixando aquela sensação de dependência. Você até pode comer um doce pensando na alegria do momento, usando todos sentidos e estando presente, porém não criar a expectativa de que o doce em si é a causa da sua alegria. Estou falando de alegria e prazer pela experiência do momento, de fazer algo que te faz sentir vivo!

O que você tem vontade de fazer, algo que sente que vai te deixar muito feliz, e que por diversos motivos, você vem deixando para depois?

Quais são estes motivos que te fazem procrastinar a sua própria alegria?

O que você tem colocado como prioridade na sua vida?

A vida está acontecendo agora, e só você pode se responsabilizar pelo que experiência e sente. Ninguém mais tem o poder de te fazer sentir melhor, então, pegue esta sua vontade e dê um jeito de fazê-la ser atendida!

Pode ser algo simples, como ir a um lugar que você quer conhecer na sua cidade. Ou talvez seja uma viagem a um outro país, e precise de mais planejamento.

O que quer que seja, procure refletir se você não está deixando a sua felicidade para depois. Nada é mais importante que você se sentir bem com você mesma.

Agora quero saber de você! Comente aqui embaixo o que você tem feito para realizar os seus pequenos e grandes sonhos, desejos simples e complexos, e que pensamentos vem a sua mente ao pensar nas questões acima.

Se gostou do texto, compartilhe com seus amigos. Eu sou muito grata pela sua presença e apoio para continuar compartilhando mensagens de nutrição para o corpo, mente e alma!

Até a próxima!

Um grande beijo!

Taísa

 

Crédito das Imagens: Visualhunt

Não se pode ter tudo na vida… isso é mesmo verdade?

Hoje resolvi compartilhar a minha experiência e opinião a respeito de um pensamento, que acredito ser muito comum em muito de nós. Este pensamento de que “não se pode ter tudo na vida”, ou “não posso ter tudo que quero”.

Você sabia que estes pensamentos são crenças limitantes?

Mas o que é uma crença? E limitante, o que isto quer dizer? Continue reading Não se pode ter tudo na vida… isso é mesmo verdade?

A Ansiedade, a Comida, os Sentimentos e a sua Mente

Vou dizer algo que pode doer, talvez você não queira continuar a sua leitura, e eu vou entender, continuamos amigas tá?

Nós, seres humanos, tentamos controlar TUDO a nossa volta.

Tentamos controlar as mais diversas situações pois acreditamos que podemos. Tentamos controlar como a nossa vida profissional deveria ser, como a nossa relação amorosa devia estar, como nossos filhos deveriam se vestir, como a mãe deveria falar, como a irmã deveria se comportar e no fim do dia estamos exaustas sem saber por quê. Reclamamos que estamos sem energia e cansadas, sem perceber que doamos a nossa energia para situações em que não há uma troca positiva. Continue reading A Ansiedade, a Comida, os Sentimentos e a sua Mente

A geração em que a Cinderela perde o “tênis de cristal” na academia

Qual é o limite entre um estilo de vida saudável e a obsessão em ter um corpo “ideal”?

Existe algo muito triste acontecendo na mente de muitas meninas e mulheres. Enquanto outras mulheres que dedicam boa parte das suas vidas para ter um corpo “ideal”, mostrando uma aparente felicidade e equilíbrio, existem mulheres que sofrem pois acreditam que não são boas o suficiente, ou que não são bonitas o suficiente. Então começam as torturas em forma de dietas, auto-punição, sentimentos de culpa e vergonha, além de se desconectarem da sua verdade, do seu ser.

Claro que existem mulheres que vivem de verdade este equilíbrio, e talvez sejam magras ou malhadas, talvez elas já passaram por vários transtornos e agora tem uma relação mais positiva consigo mesmas. Eu acredito que é possível encontrar o prazer em um estilo de vida saudável e que seja positivo para o corpo, mente e alma. Eu, por exemplo, gosto de fazer atividades físicas e me alimentar bem, hoje isso é natural, mas nem sempre foi.

O que está em questão aqui, e que eu gostaria de convidar você a refletir é sobre a realidade por trás de todas fotos que as celebridades, atrizes, modelos e artistas postam nas mídias sociais. É uma avalanche de poses, barrigas de fora, dietas da moda, e acabamos formando uma imagem de que estas pessoas tem uma vida perfeita, e começamos a desejar o mesmo, pois as fotos e vídeos parecem mostrar um mundo maravilhoso, porém bem distante da realidade.

Elas são lindas sim, e tentam passar algo de positivo na maioria das vezes. Mas elas passam também a ideia que você só será feliz quando tiver uma barriga chapada, ou tiver as coxas definidas, ou estiver em um relacionamento. Será mesmo que precisamos das mesmas coisas para ser feliz? Será que estas mulheres são mesmo o que elas mostram? Será que as pessoas não estão percebendo que isto virou obsessão?

Eu sou completamente a favor de cuidar do seu corpo, de ser vaidosa e se sentir linda, mas eu não acredito que almejar ter o corpo parecido com o de outra pessoa seja saudável para ninguém. Parece que a nossa criança interior continua acreditando na história da Cinderela que perdeu o sapato de cristal no meio do baile para depois ser encontrada por um príncipe que a salva dos seus grandes problemas, porém agora não é mais um sapato de cristal e sim um tênis, o baile é a academia e talvez não seja o príncipe em um cavalo branco, mas a barriga chapada, o corpo malhado e o silicone que vai nos realizar e trazer a tão sonhada felicidade. Brincadeiras a parte, este assunto é muito sério, pois as crianças de 3 anos já estão desejando ter um corpo diferente por presenciar as suas mães comentando como estão acima do peso ou como precisam emagrecer. Precisamos mudar isso em nós agora.

42569f_9646f0bf423b41f4ad03b2ceb8627376 (1)

Cada um de nós tem o presente de ter um corpo único, que pode ser moldado pelas nossas escolhas sim, até certo ponto. Mas não podemos mais perder o nosso amor próprio por que não somos como a sociedade diz que temos que ser.

Eu convido você a olhar para o seu corpo com mais amor e gratidão e fazer o possível para não se comparar a ninguém. Experimente olhar para outras mulheres sem julgar os seus corpos. Admire a beleza que há em cada biotipo se quiser, mas entenda que você é maravilhosa e linda do seu jeito!

Seu corpo é sim o seu templo e merece todo o seu respeito.

Além disso, a sua essência faz morada no seu corpo, ou seja, ele é apenas o revestimento, o seu valor não está no seu peso ou medidas, está em quem você é, e você é uma filha do Universo!

Você tem uma luz que veio para brilhar e inspirar outras pessoas a brilhar também!

Ame-se com toda a sua força!

Um beijo grande,

Taísa

Como Eu Mudei a Minha Relação de Dor para Amor com o Espelho

Hoje eu tenho uma relação muito saudável e prazerosa com o espelho, eu me vejo com outros olhos e também percebo quando preciso me cuidar com mais amor.
As vezes não estou muito a fim de conversa com ele, mas na maioria das vezes, nos damos muito bem. Tenho oferecido meus sorrisos muito mais para ele ultimamente, e em troca, ele me diz o quanto eu tenho melhorado, ou o quanto eu preciso beber mais água ou comer mais vegetais (pausa para dizer que eu acredito nele).
Mas nem sempre foi assim. Por boa parte da minha vida, eu não queria saber do espelho… eu tinha até medo dele… de verdade.

Continue reading Como Eu Mudei a Minha Relação de Dor para Amor com o Espelho

Como Entender e Atender as suas Vontades com Consciência

Ao longo do dia temos inúmeras vontades não é mesmo?

Pense nas vontades que você teve nos últimos dois ou três dias…

Vontade de falar algo para o parceiro que está entalado há tempos…
Vontade de olhar um filme bem bobinho e chorar com o final óbvio…
Vontade de comer uma panela inteira de brigadeiro…
Vontade de abraçar e beijar alguém que está longe,
Vontade de receber um carinho de quem está perto,
Vontade de jogar tudo para o alto e vender coco na praia, rsrs…
Vontade de mandar aquela pessoa ir para bem longe…

Você já pensou que estas vontades talvez sejam mais do que um simpçes desejo, e podem vir de uma necessidade maior ? Continue reading Como Entender e Atender as suas Vontades com Consciência

AS ESCOLHAS QUE VOCÊ FAZ, FAZEM VOCÊ!

“Você faz escolhas e as escolhas fazem você”

Procurei o autor desta frase que li uma vez há muito tempo e não encontrei, mas ela faz muito sentido para mim. Acredito que a nossa vida é o reflexo daquilo que escolhemos a todo momento. Nós moldamos o nosso caminho a cada decisão feita. E saber disso abre uma grande porta para refletir se as escolhas que estamos fazendo agora estão alinhadas com a vida que desejamos levar.

Nem todo mundo sabe, mas há mais ou menos 7 anos atrás eu comecei a viver uma vida que não era a que eu desejava de verdade. Porém foi uma escolha minha trabalhar no setor financeiro e fazer algo que parecia ser o melhor naquela época. Hoje eu tenho consciência de que isto foi maravilhoso pelos aprendizados que tive e pelas pessoas que conheci, estas são as maiores riquezas que carrego daquele período.
Eu decidi me dedicar ao trabalho e estudos como se a minha vida dependesse somente disso, e deixei o meu auto-cuidado e a minha essência no último lugar da lista de prioridades. Isso me levou a engordar 15kg em menos de 2 anos, pois minha alimentação era um reflexo das minhas escolhas, sempre deixando de dar atenção necessária a minha saúde e bem-estar. E eu paguei o preço, pois minha autoestima foi para o lixo, e mesmo com maquiagem, roupas legais, cabelo bonito, por dentro eu estava e me sentia completamente destruída.

A cada dia eu sentia que uma parte de mim estava morrendo lentamente.

Veio a depressão, e eu não sabia como agir, só sabia que por fora eu não queria demonstrar nada daquilo. E por não querer preocupar ou incomodar ninguém com algo que nem eu sabia como explicar. Eu fiquei em silêncio, achando que aquilo era normal.
Mas um dia, eu senti que poderia existir outro caminho, que eu poderia viver de um jeito diferente. Foi quando eu resolvi acreditar na minha intuição de que eu poderia transformar a minha vida para melhor, mesmo sem saber como ainda.

Assim eu fiz a escolha de viver o que EU desejava pela primeira vez. Eu senti que se eu continuasse vivendo conforme o que os padrões externos me dizem que é certo eu iria ficar cada vez mais doente e desequilibrada emocionalmente e fisicamente. Eu precisei enfrentar meus medos e pedir ajuda, aceitar que sozinha eu não iria conseguir fazer grandes mudanças. Quando eu aceitei isso, minha vida começou a mudar, e sou imensamente grata a todos que me ajudaram!

Por isso, a cada escolha positiva que eu fazia, a cada decisão de cuidar melhor de mim, de me dar atenção, de entender que a minha alimentação é também um reflexo do meu amor próprio, eu transformei a minha vida, e hoje vivo muito mais conectada com o meu bem maior, e tenho a alegria de ajudar outras mulheres a fazerem estas mudanças acontecer também!

Se você sente que falta algo na sua vida, se você esta compensando no prato aquilo que você não tem emocionalmente, se você está cansada de fazer dietas e sentir-se mal no seu corpo, se você quer viver com alegria, energia e amando quem você é de verdade, vem caminhar do meu lado! Eu posso te ajudar a fazer as escolhas que vão transformar a sua vida assim como eu transformei a minha!

Eu estou muito feliz em te contar que o Programa Eu sou As Minhas Escolhas está com as inscrições abertas! Ele é uma oportunidade para te ajudar a transformar os seus desejos em realidade, alimentando as suas emoções e o seu corpo com amor e sabedoria. Através deste grupo de coaching de 6 semanas vou te acompanhar com todo meu suporte, conhecimento, experiências pessoais e muito amor, para você nunca mais precisar de dieta para se sentir melhor na sua pele! Vou compartilhar ferramentas, informações e minha experiência pessoal para te ajudar a criar o seu estilo de vida do jeito que você quer!

Vem comigo, as inscrições estão abertas até o dia 5 de novembro!! A turma é pequena e restam poucas vagas! Clique no link abaixo para saber mais, e se tiver dúvidas escreva para contato@taisabohrer.com, ficarei muito feliz em te responder!

CLIQUE AQUI E SAIBA COMO TRANSFORMAR A SUA VIDA!!

Um beijo com muito carinho,

Taísa

Se você gostou deste artigo, compartilhe com alguém que pode estar precisando destas palavras, ou deixe seu comentário aquiembaixo, isso me incentiva a continuar compartilhando mais das minhas experiências sobre como venho mudando minha relação com meu corpo!